Educador de Infância

  

Fundamental ter uma paixão por crianças, ser paciente, criativa, comunicativa e alegre são alguns dos traços que todas as educadoras de infância deveriam ter.

Funções: Fomentar o desenvolvimento físico e intelectual das crianças estimulando-as a descobrir a sua individualidade, ao mesmo tempo que lhes desperta o interesse para o contacto com os outros. Para o efeito, desenvolve actividades de aprendizagem e diversos tipos de jogos lúdicos.


Requisitos: Gostar de estar com crianças, ter (muita) responsabilidade, uma imaginação prodigiosa e uma disponibilidade constante e total são os maiores dotes da função. O educador de infância deve ter a capacidade de estimular as crianças e despertar-lhes interesse para o contacto com os outros. Deve estar actualizado e atento às novidades, dominar assuntos de interesse, ser especialista em pedagogia e estar preparado para saber responder à curiosidade natural das crianças.


Onde exercer: Creches e jardins de infância particulares e oficiais, centros de actividades de tempos livres para crianças em idade escolar e pré-adolescentes, colónias de férias, bibliotecas infantis, serviços e museus, serviços de pediatria em hospitais e clínicas; centros para crianças em risco, etc.


Mercado de trabalho: Apesar de todos reconhecerem a importância da educação pré-escolar, a verdade é que ainda não há instituições suficientes paras as necessidades, sobretudo a nível oficial, o que faz também com que haja escassez de lugares para estes profissionais. O número de licenciados em Educação de Infância tem sido, nos últimos anos, superior à procura, o que resulta em elevadas taxas de desemprego nesta área.