Cerca de 150 mil euros para os projetos mais inovadores

  

arrisca

Arrisca C é o único concurso de ideias e planos de negóico nacional dirigido a jovens estudantes do Ensino Superior, Secundário e Técnico-Profissional. Candidaturas até 4 de novembro.

A assinalar a sua 10.ª edição, o Concurso de Ideias e Planos de Negócio - Arrisca C recebe, até dia 4 de novembro, candidaturas para aquele que é um dos mais ambiciosos programas na área do empreendedorismo e inovação nacional. Com categorias dirigidas a jovens estudantes do Ensino Secundário e Técnico-Profissional, e a jovens do Ensino Superior ou recém-diplomados há menos de cinco anos, provenientes de qualquer instituição de Ensino Superior do País, este concurso já apoiou a criação de mais de 25 empresas.

No total são cerca de 150 mil euros em prémios, que incluem desde valores monetários até à incubação gratuita de empresas, apoio na elaboração e consolidação de planos de negócio, apoio na realização de protótipos e no desenvolvimento de imagem e branding corporativo, passando pelo apoio contabilístico, ou o apoio na elaboração de candidaturas a financiamentos europeus e à internacionalização, entre outros.

Dividido em duas categorias, o concurso Arrisca C visa premiar, por um lado, as melhores Ideias de Negócio ainda em fase de conceção e sem plano de negócio desenvolvido, por outro, os melhores Planos de Negócio que apresentem projeto para a constituição de uma empresa. Com vista a potenciar e apoiar as políticas de apoio e formação ao empreendedorismo jovem, é na categoria das melhores Ideias de Negócio que o Arrisca C lança ainda o Prémio Ensino Secundário, dirigido a jovens estudantes do Ensino Secundário e Técnico-Profissional.

Dada a importância que as questões sociais têm vindo a adquirir no mundo empresarial, é também na categoria de Ideias de Negócio que se encontra a concurso a melhor Ideia de Negócio na área do Empreendedorismo Social. Para Jorge Figueira, Responsável pela Divisão de Inovação e Transferências do Saber da Universidade de Coimbra, «o Prémio Social ao Centro visa contribuir para o crescimento e competitividade de um novo mercado de inovação e empreendedorismo social, capaz de promover novas oportunidades de investimento e mudanças positivas na sociedade, através da resolução de problemas negligenciados».

Sobre o Concurso Arrisca C, Jorge Figueira refere que «é importante que surjam novos e renovados instrumentos de apoio a jovens empreendedores de modo a promover o desenvolvimento de projetos empresariais sustentáveis. Mais do que apoiar a criação de empresas, o Concurso Arrisca C disponibiliza, através dos seus parceiros e patrocinadores, importantes ferramentas que permitem assegurar a longevidade das empresas enquanto motores de criação de emprego e de criação de valor económico e social».

Ao fim de 10 anos, com cerca de 820.000€ em prémios distribuídos, mais de 700 projetos candidatos, envolvendo mais de 2.000 promotores e mais de 25 empresas criadas, esta iniciativa aumentou a fasquia e transformou esta última edição num marco na propagação de ideias e projetos inovadores.

Candidaturas disponíveis aqui.