John Grisham prende o leitor com o policial 'O Manuscrito'

  

O Manuscrito

'O Manuscrito', o mais recente livro de John Grisham. Nesta obra de um dos autores norte-americanos mais lidos do mundo e cujos livros inspiram tantas séries e filmes, os leitores encontrarão a dose habitual de ação. Um livro que se lê em 3 tempos.

Em «O Manuscrito», número 1 do New York Times, o leitor acompanha, na Flórida, uma história sobre ávidos leitores, desde aqueles que escrevem até aos que roubam livros, e uma heroína que sofre de bloqueio criativo e que é convidada para se infiltrar num círculo literário duvidoso. Mistério, ação e suspense são os ingredientes principais deste thriller emocionante. 

Com mais de 300 milhões de livros vendidos em todo o mundo, John Grisham continua a encatar os leitores portugueses e, com «O Manuscrito», cumpre-se a promessa de uma ávida e incessante leitura, precisamente porque «Quando os livros e o crime cruzam os seus caminhos, o resultado pode ser fatal», como se anuncia na capa desta aposta da Bertrand Editora de 288 páginas. 

A história gira em torno de um bando de ladrões realiza um ousado assalto a um cofre de alta segurança que fica sob a biblioteca da Universidade de Princeton. O espólio levado é de valor incalculável, se bem que a universidade o tenha segurado por vinte e cinco milhões de dólares. Bruce Cable é dono de uma livraria muito popular na povoação de Santa Rosa, em Camino Island, na Florida. Mas o dinheiro a sério vem da sua atividade como negociante de livros raros. Poucos são os que sabem que, de vez em quando, ele entra no mercado negro de livros e manuscritos roubados. Enquanto isso, Mercer Mann é uma jovem escritora que sofre de um caso sério de bloqueio criativo e que acaba de ser despedida da escola onde dava aulas. Quando uma mulher elegante e misteriosa lhe oferece uma generosa maquia para que ela se infiltre no círculo literário de Bruce Cable, ela aceita. Só que Mercer acaba por vir a saber demais e é aí que os problemas começam nessas paragens paradisíacas...

John Grisham nasceu no Arkansas a 8 de fevereiro de 1955. Antes de se tornar escritor a tempo inteiro, licenciou-se em Direito, exerceu advocacia e tornou-se profundo conhecedor do sistema jurídico americano. Inspirou-se na sua experiência profissional em toda a sua obra literária, que se inicia em 1989 com a publicação de 'Tempo de Matar'. Desde então, escreveu mais de vinte romances. Com cerca de 250 milhões de exemplares vendidos e traduzido para quase trinta línguas, é um autor que ocupa permanentemente os lugares cimeiros nas listas dos livros mais vendidos. A sua enorme popularidade e mestria da escrita fazem de John Grisham um autor com intensa atividade na redação de guiões cinematográficos e de séries televisivas. Sabe mais sobre este autor aqui