Marcelo Rebelo de Sousa inaugura ECOMARE

  

ECOMARE

Novo laboratório da Universidade de Aveiro abre oficialmente as portas amanhã, pelas 11h00.


O ECOMARE – Laboratório para a Inovação e Sustentabilidade dos Recursos Biológicos Marinhos da Universidade de Aveiro (UA) vai ser inaugurado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa a 15 de junho. Segundo revela a UA, em comunicado, "desenvolver investigação de excelência, fundamental e aplicada e promover serviços de inovação e transferência de tecnologia para empresas, organizações governamentais e instituições nacionais e internacionais na área da Ciência e Tecnologia do Mar" são os grandes objetivos a que esta infraestrutura se destina.

Situado na Gafanha da Nazaré, em Ílhavo, a cerimónia de inauguração decorre amanhã a partir das 11h00 e contará ainda com a presença da Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino. Manuel António Assunção, Reitor da UA, Fernando Caçoilo, presidente da Câmara Municipal de Ílhavo (CMI), João Braga da Cruz, presidente da Administração do Porto de Aveiro (APA), e José Ribau Esteves, presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, serão também intervenientes na cerimónia de inauguração.

Projeto-âncora do Cluster para o Conhecimento e Economia do Mar, e que resulta de uma parceria alargada, envolvendo a UA, a APA, a CMI, a Sociedade Portuguesa de Vida Selvagem e a Oceanário de Lisboa, SA., o ECOMARE é uma unidade com um cariz único no território nacional, que engloba o Centro de Extensão e de Pesquisa em Aquacultura e Mar (CEPAM) e o Centro de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos (CPRAM).

Ao CEPAM compete desenvolver atividades nas áreas de Biotecnologia Marinha, Ecologia, Biodiversidade e Serviços dos Ecossistemas, Oceanografia, Geologia e Geofísica, Engenharia Naval, Aplicações Robóticas Navais, Engenharia Costeira e Energia Offshore; incluindo Estudos Estratégicos para a avaliação de atividades económicas marítimas.

O CPRAM dedicar-se- á a apoiar o resgate, a reabilitação e a devolução à natureza de animais marinhos, nomeadamente aves, répteis e mamíferos, bem como desenvolver investigação científica nas áreas de ecologia populacional e saúde animal, contribuindo assim para as atividades de conservação, investigação e sensibilização ambiental para o meio marinho. O CPRAM integra vários tanques destinados à reabilitação dos animais, laboratórios científicos multifuncionais e uma Unidade de Cuidados Intensivos, estando igualmente provido de um conjunto de sistemas de suporte de vida autónomos para o estudo de organismos marinhos.

Ambas as valências estarão, ainda, na base de um programa intenso de promoção da cultura científica e tecnológica, que constitui também um propósito deste equipamento, cofinanciado pelo Programa MaisCentro..